cariotipo

Cariótipo: Neil Gaiman

setembro 14, 2016

É isso mesmo que vocês devem estar imaginando, uma coluna nova no blog! 
    O nome foi dado pela Carla, afinal, ela é de biológicas, e foi escolhido justamente porque o cariótipo é um conjunto de cromossomos e o exame cariótipo é usado para "conhecer" o indivíduo de um ponto de vista genético. Sendo assim, nessa coluna vamos dar destaque aos autores, contar um pouco mais sobre a vida deles e suas curiosidades.
    E para começar vamos com o meu amado Neil Gaiman, já citei alguns livros dele aqui pra vocês e em breve pretendo fazer algumas resenhas. Enfim, o Gaiman nasceu em Hampshire, no Reino Unido em 1960 e desde cedo se envolveu com a literatura, inclusive, aprendeu a ler com quatro anos.

“O que eu queria era escrever um livro que faria pelos adultos o mesmo que os livros da minha infância haviam feito por mim, como Alice no País das Maravilhas, a série de Nárnia, O Mágico de Oz. E queria falar sobre as pessoas que vivem à margem, sobre os desvalidos, usando, para tanto, o espelho da fantasia – capaz de nos fazer ver pela primeira vez aquilo que, de tanto vermos, acabamos nunca enxergando de verdade”
(Neil Gaiman sobre Lugar Nenhum)

    Entretanto, no início nada é fácil, Gaiman foi rejeitado por vários editores e acabou indo para o jornalismo, entrevistando pessoas e publicando críticas literárias e tentando assim manter vínculos que o ajudariam a ser publicado mais tarde.

HQs
    Muitas pessoas conhecem o Neil por Sandman que, sem dúvida, é um dos seus trabalhos mais conhecidos. As HQs que foram publicadas entre 1988 e 1996 tem toda uma referência à mitologia grega e contam a história de Morpheus, a personificação do sonho. 
    Ele acabou escrevendo muitas histórias para várias editoras. Entre elas temos na DC Comics a minissérie Orquídea Negra, e uma história em duas partes para Batman chamada “Wharever Happened to the Cape Crusader”. Já na Marvel ele criou a personagem Angela, apresentada em Age of Ultron, escreveu a minissérie 1602 e a série The Eternals com as ilustrações de John Romita Jr. Ele ainda continua escrevendo e colaborando com muitas editoras.

Livros
    Belas Maldições foi seu primeiro romance publicado em 1990 com a contribuição de Terry Pratchett. Enquanto isso, Lugar Nenhum, que foi baseado em um roteiro de uma minissérie escrita por ele para a BBC, foi lançado em 1996 como seu primeiro romance solo.
    Gaiman lançou ao todo por volta de 10 romances, entre eles Deuses Americanos, Os Filhos de Anansi e o meu tão amado O Oceano no Fim do Caminho, considerado o livro do ano pelo British National Book Awards (2013). Ele também se aventurou pela literatura infantil com vários livros, como exemplo: Cabelo Doido, Felizmente, o Leite e as releituras de contos de fadas, como João e Maria e A Bela e a Adormecida.
    O primeiro contato que tive com a obra dele foi com O Oceano no Fim do Caminho, eu vi umas pessoas falando super bem, passei na livraria e decidi comprar. Ta aí uma coisa que não me arrependo. O livro conta a história de um homem (o nome dele não é divulgado) que ao voltar para um lugar em que vivia na infância começa a se lembrar das coisas que aconteceram por ali. Porém, Gaiman introduz toda uma mitologia singular e anormal, sério, apareciam umas coisas bem estranhas que você só fica imaginando o que diabos está acontecendo. Foi um livro bem diferente de tudo que já li e depois que terminei ainda fiquei uns dois meses “digerindo” ele.

Cinema
    Vocês provavelmente já devem ter assistido Coraline ou Stardust: O Mistério da Estrela. Sim, eles são filmes baseados nos livros do Neil Gaiman. Coraline até que engana, você acha que é um stop-motion inocente e quando vê está super assustado, as obras do Gaiman costumam muito ter um tom meio bizarro. Enquanto isso, Stardust vai mais pro lado da fantasia, com seres mágicos e um romance épico.

    
    Ele também já escreveu muitos roteiros de filmes, MirrorMask do David McKean foi feito por Neil. Os episódios “The Doctor’s Wife” e “Nightmare in Silver” da série britânica Doctor Who também foram escritos por ele, inclusive, “The Doctor’s Wife” rendeu à Gaiman o prêmio Hugo de Melhor Apresentação Dramática.


    Entre seus prêmios estão o Prêmio Hugo e o Prêmio Nebula (2002) por Deuses Americanos, o Prêmio Hugo e as Medalhas Carnegie e Newbery (2008) por O Livro do Cemitério
   Atualmente, ele é casado com Amanda Palmer (cantora), e o filho deles, Anthony, nasceu em setembro de 2015. Gaiman também é pai de Michael, Holly e Madeleine frutos de seu outro casamento.  
    O autor já esteve aqui no Brasil, na Flip de 2008, e em uma recente entrevista prometeu voltar, já estou na torcida!! Recentemente, a Editora Intrínseca lançou Alerta de Risco, uma coletânea de contos que envolvem terror, ficção científica e fábulas. Tem de tudo, afinal, você encontra de tudo nas histórias dele, é aquela mistura bem mágica e estranha que tem o poder de encantar os leitores. 

    Espero que tenham gostado do pouquinho que eu falei sobre Gaiman aqui, esse homem tem uma bagagem enorme, uma mente extremamente criativa, uma escrita envolvente e é, sem dúvida, um dos melhores autores que conheço. Ficou bem óbvio que sou fã dele né?! E então, o que acharam da nova coluna? Conta pra gente qual autor vocês gostariam de ver por aqui! 


Se você gostou da postagem, compartilhe! Não se esqueça de clicar em SEGUIR na coluna da direita do blog em "SEGUIDORES" e também de nos acompanhar nas nossas redes sociais:
Facebook | Instagram | Twitter | Youtube
Obrigada por tudo! Que a força esteja com você e a sorte à seu favor! Volte sempre! #desaparatei

0 comentários

ASSISTA AOS VÍDEOS DO NOSSO CANAL E SE INSCREVA!