entrevistas

Entrevista com Renan Bernardo, autor de A Sala do Tempo

outubro 13, 2016

Oi, galera. Tudo bem? Hoje eu trouxe uma entrevista bem bacana com o Renan Bernado, parceiro do blog e autor de A Sala do Tempo, eu fiz resenha do livro por aqui

Sinopse: Jonas é apaixonado por Helena de forma obsessiva. Quando a garota dá um fim repentino ao relacionamento, o rapaz entra em pânico. Na antiga livraria da pequena cidade onde vive, Jonas descobre um lugar de paz para refletir enquanto observa o antigo papel de parede do lugar abandonado. Porém, aos fundos do velho lugar há uma sala. Enquanto alguém fica trancado nela, o tempo do lado de fora não passa. Quando Jonas descobre como ela funciona, ele pretende usá-la para reconquistar seu sonho.As ações de Jonas desencadearão uma aterrorizante história de aflição e desespero que entrelaçará a vida de padres, jovens curiosos e dos simples cidadãos de uma cidade assombrada por uma singela sala vazia e por um sorveteiro que sorri com dente de ouro e percorre as ruas da cidade com seu caminhão branco vendendo sorvetes.                                         Editora: Madrepérola
 Sobre o autor: Renan Bernardo é escritor de literatura fantástica. Amante de culturas inventadas e de futuros que podem (ou não) existir, adora contar histórias, construir mundos e imaginar situações. Ganhou o prêmio Wattys 2014 com seu livro A Sala do Tempo. É formado em Engenharia de Computação. Fisicamente, vive no Rio de Janeiro, mas sua mente vai a mil lugares quando bem entende.

Curiosos para conhecer mais um pouquinho do autor? Então vamos à entrevista:

DNA: Quando e por que você decidiu ser escritor? 

Renan: Eu não decidi. Acho que eu apenas escrevi e não parei mais. Quando eu era pequeno escrevia histórias em quadrinhos, contos e me divertia muito com essas invenções. Acabei não fazendo isso por muitos anos, mas em 2011 tive alguns meses de tempo livre e acabei retomando o hábito da escrita. Desde então, praticamente não parei mais.

DNA: De onde veio a inspiração para A Sala do Tempo e como foi o processo de escrita?

Renan: A ideia veio de pensamentos bobos sobre "o que eu faria se tivesse um lugar onde o tempo não passa?". Acho que é um pensamento que muita gente já teve, e a resposta normalmente envolve jogar videogame até desmaiar ou ler todos os livros que foram comprados há 5 anos e ainda não lidos. Acabei me aprofundando mais na ideia e pensei que a maioria das pessoas usaria um lugar assim para propósitos egoístas, para fazer mal a outros, ganhar dinheiro fácil e afins. A partir daí, nasceu a história do Jonas e do Sr. Sorvetão.
O processo de escrita demorou cerca de 4 meses, descontando tempos em que fiquei parado. A ideia inicial era que a história fosse apenas um conto, mas ela acabou evoluindo para uma história maior, com vários personagens, cenários e até uma espécie de mitologia em torno dela. Ela cresceu principalmente quando os leitores no Wattpad pediram por uma segunda parte, principalmente depois da história ganhar o prêmio Wattys 2014.

DNA: E o macabro sorveteiro, a ideia veio do acaso ou você se inspirou em algo? 

Renan: Inspirei-o em mim. Eu sou ele. Brincadeira :) 
Ele surgiu de um personagem que era um mero figurante misterioso. Foi crescendo e se transformou no principal antagonista da história.

DNA: Se você pudesse ser um dos personagens do seu livro, quem gostaria de ser e por quê?

Renan: Excelente pergunta. Acho que o mais apropriado seria a Joyce, amiga da Helena. Ela aparece no início, depois some da história. Fica longe de todo o sofrimento. ;)

DNA: Qual o autor de maior referência para você? Algum livro preferido?

Renan: Tenho algumas referências. Vou citar algumas. No terror, Stephen King. Na fantasia, Tolkien. Na ficção científica, Frank Herbert. O King, por exemplo, foi uma grande inspiração para A Sala do Tempo.
Agora, escolher um livro favorito é complicado. Muitos são favoritos em algum aspecto. Posso citar O Silmarillion, As Crônicas de Artur, Duna e A Coisa, mas vai muito além disso.

DNA: Em sua opinião, qual a maior vantagem e a maior desvantagem de ser escritor? 

Renan: Uma grande vantagem é conseguir conceber 1% de todas as ideias que perambulam na cabeça. É uma forma de não deixar todas morrerem em vão. Uma desvantagem é ter que ver 99% morrendo em vão.

DNA: Como autor, qual seu maior sonho?

Renan: Ver o Brasil florescendo com autores capazes de viver da literatura.

DNA: A Sala do Tempo é um livro de terror. Esse seria seu gênero preferido?

Renan: Pode-se dizer que sim, junto com fantasia e ficção científica.

DNA: Você pretende escrever mais livros no mesmo gênero ou deseja se arriscar em algum outro?

Renan: Ficção especulativa é a minha área. Ficção científica, fantasia e terror. Mas já tenho ideias para histórias fora desses gêneros.

DNA: Tem algum projeto futuro para compartilhar com a gente?

Renan: Ainda este ano, eu lançarei uma newsletter com um conto gratuito para os inscritos. Por isso, fique de olho lá no Farol do Escriba.
Recentemente, lancei meu conto Defeito na Cama Gelada na coletânea Fogo de Prometeu da Editora Andross. Quem quiser, é só falar comigo. Está R$25 já com o frete para todo o Brasil. Além disso, já tenho vários contos e histórias escritas, mas o destino delas ainda é incerto.

DNA: Qual sua relação com outros autores nacionais? Tem contato com algum? O que você acha da literatura brasileira atualmente?

Renan: Os que conheço não me decepcionam, seja como escritores ou como pessoas. Conheço a Jana Bianchi, o Vilson Gonçalves, o João Beraldo, o Rodrigo A. Mesquita, o Thiago Lee, o Ricardo Gondim. Recomendo muito a leitura de todos eles!
Acho que a literatura brasileira está evoluindo. Tanto leitores quanto escritores estão aprendendo a valorizar o nacional, descobrindo que ainda temos muito para contar para o mundo. Temos livros caros, editoras sangrando pra manter os negócios, autores se sacrificando para seguir em frente, mas acho que, no geral, estamos no caminho certo.

DNA: Para finalizar, deixe um recado para seus leitores, um conselho para quem está começando e sonha em publicar um livro e o que mais você quiser falar. 
Renan: Quem está começando a escrever agora, não pare. E não pense que o talento vai cair do céu. Estude, leia, faça cursos, aprenda, escreva, escreva, escreva!
Se você ainda não leu A Sala do Tempo, só entrar lá no site da Editora Madrepérola e adquirir sua cópia. Se já leu, deixe sua opinião no Skoob ou no Good Reads. Acredite, esse tipo de feedback ajuda muito os autores nacionais!
Você também pode me encontrar no Facebook, no Twitter (@RenanBernardo) e no meu blog, além de poder ler meus contos na Amazon e no Wattpad. Não hesite em me contatar, respondo todo mundo!

Eu simplesmente adorei o livro do Renan e foi muito bom descobrir mais coisas sobre. Já estou no aguardo pelos próximos trabalhos! Mais uma vez, muito obrigada ao autor pela entrevista. E vocês, gostaram? 

Que a força esteja a seu favor! Não se esqueça de clicar em SEGUIR na coluna da direita do blog em "SEGUIDORES" e também de nos acompanhar nas nossas redes sociais:
Facebook | Instagram | Twitter | Youtube
Obrigada por tudo! Volte sempre! #desaparatei

0 comentários

ASSISTA AOS VÍDEOS DO NOSSO CANAL E SE INSCREVA!