resenha

[Resenha] Os Garotos Corvos, da Maggie Stiefvater

setembro 02, 2016


Nome: Os Garotos Corvos | Autora: Maggie Stiefvater | Gênero: Sobrenatural | Editora: Verus | Ano: 2015 | Páginas: 376

Sinopse: Todo ano, na véspera do Dia de São Marcos,­ Blue Sargent vai com sua mãe clarividente até uma igreja abandonada para ver os espíritos daqueles que vão morrer em breve. Blue nunca consegue vê-los — até este ano, quando um garoto emerge da escuridão e fala diretamente com ela.Seu nome é Gansey, e ela logo descobre que ele é um estudante rico da Academia Aglionby, a escola particular da cidade. Mas Blue se impôs uma regra: ficar longe dos garotos da Aglionby. Conhecidos como garotos corvos, eles só podem significar encrenca.Gansey tem tudo — dinheiro, boa aparência, amigos leais —, mas deseja muito mais. Ele está em uma missão com outros três garotos corvos: Adam, o aluno pobre que se ressente de toda a riqueza ao seu redor; Ronan, a alma perturbada que varia da raiva ao desespero; e Noah, o observador taciturno, que percebe muitas coisas, mas fala pouco.Desde que se entende por gente, as médiuns da família dizem a Blue que, se ela beijar seu verdadeiro amor, ele morrerá. Mas ela não acredita no amor, por isso nunca pensou que isso seria um problema. Agora, conforme sua vida se torna cada vez mais ligada ao estranho mundo dos garotos corvos, ela não tem mais tanta certeza.
Trecho Preferido: "Gansey descobrira que a chave era acreditar que essas coisas existiam; você tinha de se dar conta de que elas eram parte de algo maior. Alguns segredos se mostravam apenas para aqueles que se provavam merecedores". 

Eu tanto prometi e agora estou cumprindo, finalmente a resenha dos Garotos Corvos. Detalhe para a capa maravilhosa.

            Blue é filha de uma vidente e sabe que se beijar seu verdadeiro amor, ele irá morrer. Apesar de não possuir as mesmas habilidades da mãe, em uma determinada véspera do Dia de São Marcos, ela consegue ver um fantasma. Mas não qualquer um, é o fantasma de um garoto que vai morrer, e seu nome é Gansey.

            Gansey é um garoto rico que além de estudante ocupa sua vida procurando pelas linhas ley (um caminho de energia sobrenatural que conecta lugares espirituais) e por um antigo rei adormecido, Glendower. Ele ainda conta com a ajuda de Adam, Ronan e Noah. E claro que os destinos deles iam se encontrar, quem melhor para saber de linhas de energia relacionadas à magia do que a vidente da cidade? 

            Blue se envolve na busca com eles e temos então lugares mágicos e encantadores, leituras de cartas misteriosas e muitas coisas que ainda precisam ser descobertas ou encobertas, quem sabe?! A garota ainda se vê bem próxima de Adam e além de lidar com toda a novidade da "amizade" entre eles, ela também precisa decidir se vai ou não contar a Gansey o que sabe de seu futuro. É bom prestar atenção e ficar bem esperto, alguns personagens surpreendem muito lá no final da história.

"Ela reconheceu a estranha felicidade que vinha de amar algo sem saber por quê, aquela estranha felicidade que às vezes era tão grande que parecia tristeza. Era a maneira como ela se sentia quando olhava para as estrelas" 

Corvos, reis adormecidos, previsões e claro, um possível romance. Maggie reuniu tudo isso a personagens reais e atraentes, um ponto que me agradou muito. Cada personagem traz um universo próprio acrescentado de todos seus defeitos e qualidades e isso os torna tão próximos de nós leitores. Eu, particularmente, gosto muito do Gansey, ele às vezes pode parecer um pouco difícil, mas realmente admiro a sede pela aventura que ele possui. 

             Apesar da teoria das linhas ley realmente existir, pode jogar no Google que você vai encontrar, a Maggie traz uma mitologia bem diferente e interessante, e a forma como ela escreve chega a ser poética. O livro exala magia e o sobrenatural seduz desde o começo. Apesar de no início ficar um pouco confuso com todas as informações, prometo que o final compensa e o próximo volume promete.

0 comentários

ASSISTA AOS VÍDEOS DO NOSSO CANAL E SE INSCREVA!