resenha

[Resenha] O Sol é Para Todos, da Harper Lee

maio 20, 2016

Nome: O Sol é Para Todos | Autor: Harper Lee | Gênero: Drama | Editora: José Olympio | Ano: 2015 | Páginas: 364
Sinopse: "Um livro emblemático sobre racismo e injustiça: a história de um advogado que defende um homem negro acusado de estuprar uma mulher branca nos Estados Unidos dos anos 1930 e enfrenta represálias da comunidade racista. O livro é narrado pela sensível Scout, filha do advogado. Uma história atemporal sobre tolerância, perda da inocência e conceito de justiça.O sol é para todos, com seu texto “forte, melodramático, sutil, cômico” (The New Yorker) se tornou um clássico para todas as idades e gerações."
      Já vou começar dizendo que esse foi um dos melhores livros que li na vida. Inclusive, ainda estou em processo de recuperação. Foi maravilhoso, o difícil foi dizer adeus. Mas agora vamos falar da história... 
      Scout é nossa protagonista e narradora. Pela visão da garota, somos introduzidos à cidade de Maycomb, no sul dos Estados Unidos na década de 1930. Scout e seu irmão, Jem, vivem uma vida relativamente tranquila, típica de uma cidade pequena, ao lado de seu pai Atticus, um advogado. Durante a narrativa, ela nos apresenta aos seus vizinhos, os acontecimentos da cidade, suas manias e a um dos personagens mais marcantes da história, Boo Radley, o recluso da cidade. Apesar de não sair de casa e nunca ter sido visto pelas crianças, Boo se torna alvo da atenção de Scout, Jem e Dill, um amigo que sempre passa as férias de verão em Maycomb.
      Tudo começa a mudar quando Atticus é escolhido para defender um negro acusado de estupro. A partir daí, Scout e Jem têm que aprender a lidar com todo o preconceito e discriminação enraizado na sociedade. Até mesmo as crianças passam a ser alvo da aversão das pessoas à causa que Atticus defende. 
"Você só consegue entender uma pessoa de verdade quando vê as coisas do ponto de vista dela."
 Toda a ambientação proporcionada pela narração em primeira pessoa nos envolve de uma forma única à história. Tudo é contado de uma forma simples e bem humorada. Com os comentários de Scout nas horas mais oportunas, se torna simplesmente adorável perceber a inocência e perspicácia da menina e, dessa maneira, a compaixão e empatia pelos personagens só aumenta.


O Sol é Para Todos é considerado um clássico e, apesar de ter sido publicado em 1960, todo o assunto abordado durante a narrativa não deixa de ser algo atual e capaz de nos fazer refletir sobre nossos conceitos. O livro ainda conta com uma adaptação cinematográfica de 1962 que foi vencedora do Oscar de melhor roteiro adaptado. Então, para quem se interessa por filmes antigos e em preto e branco, é uma ótima pedida! Espero que tenham gostado da resenha e que deem uma chance para esse livro incrível. 
"Mas antes de ser obrigado a viver com os outros, tenho de conviver comigo mesmo. A única coisa que não deve se curvar ao julgamento da maioria é a consciência de uma pessoa."



Que a força esteja a seu favor! Não se esqueça de clicar em SEGUIR na coluna da direita do blog em "SEGUIDORES" e também de nos acompanhar nas nossas redes sociais:
Facebook | Instagram | Twitter | Youtube
Obrigada por tudo! Volte sempre! #desaparatei

0 comentários

ASSISTA AOS VÍDEOS DO NOSSO CANAL E SE INSCREVA!